Wednesday, November 21, 2007

PARA GERALDO SALLES

"Sabia, sabia que a coisa cabava acontecendo. Eu disse pra ele e redisse. Coisa do home é do home, nem o demo toma conta".
Primeiras palavras do Grupo Experiência, interpretadas por André Barreto, no papel de Leôncio, na peça "Os Viajantes", de Isabel Câmara, encenada no palco no Teatro da Paz, na ousada direção de Geraldo Salles.
Veio o Happenning ( obra de Grealdo Salles e Eduardo Tavares Cardoso) - onde o Fernando Souza e eu fomos censurados porque fazíamos duas bichas que brincavam com a Assembléia, o clube, e a Selma Chaves, censora de plantão, pensou que era a Assembléia, a tal de legislativa.
Como Cansei de Ver-o-Peso, invenção do Geraldo, do Antonio Carlos Cunha ( grande Caetano ) e do bestalhão que vos escreve, foi outra legal.
O Simão era nosso diretor musical e crooner. Como nós todos, era só mais um, como Zé Antonio Cruz, Papi Nunes ( adorei sua volta à cena ), Rohan Lima, e tantos e tantos e tantos e tantos. Que um dia, eu cito e conto.
Agora, que a alma, o coração e o cérebro do Grupo Experiência é o Geraldo Salles, é sim.
Nós só somos alunos, cúmplices e companheiros dele.

1 Comments:

Blogger Diego Genú Klautau said...

Grande história!
Isso ainda deve virar livro.
Espero poder escrever um capítulo!
Parabéns.

12:44 AM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home