Friday, May 11, 2007

COMUNICAÇÃO E POLÍTICOS

Os políticos só pensam na questão da Comunicação às vesperas das eleições. Já ouví, recentemente, de um deputado amigo meu, quando lhe sugerí que criasse uma assessoria de comunicação desde já - que não seria eu - a seguinte respostas : "com minha verba de gabinete, eu tenho, primeiramente, que alojar meus cabos eleitorais".
Quanta bobagem.
Um dos motivos da derrota do meu querido Almir Gabriel - que pena para o Pará ele não ter sido eleito - foi a falha no sistema da Comunicação, do qual eu fazia parte.
Hoje, o que se vê ? O atual Governo brinca com a questão que tem sido o principal motivo de desgaste em sua imagem.
A oposição - que na verdade não existe - nem quer falar sobre o assunto, quanto mais pensar seriamente.
Os dois , situação e oposição, estão sendo, no mínimo, atrasados na era da Informação.
Pra não dizer......o que ?

14 Comments:

Anonymous Anonymous said...

AK,

Até ia comentar, mas não vou não.

Ass.: Anonymo

5:42 AM  
Anonymous Anonymous said...

Mas uma coisa eu não posso deixar de fazer: através do seu blog eu conheci o 5a Emenda. Gostei do que li, não gostei do que li, absolutamente normal. Mas (in)digno de nota é o fato do senhor Juvêncio não permitir que comentários sejam postados sem antes passar pela sua aprovação. Ora, pra quê perder tempo escrevendo se não dá a chance de receber críticas e/ou elogios expontâneos? Blog é isso. Não posso lá, mas posso aqui. Obrigado pela oportunidade, AK.

Ass.: Anonymo

5:47 AM  
Anonymous Anonymous said...

ak diz.
Seja sempre bem vindo. Mas, comente, não vacile na hora de escrever.
Afonso Klautau

6:07 AM  
Anonymous Anonymous said...

Oposição?
está tudo dominado Poder Público, Imprensa (calada, dócil),políticos.
Vivemos num país republicano por decisão do próprio povo, onde o governo do estado ao invés de cuidar, torna-se "dono" do patrimônio público e todos também almejam uma "oportunidade" neste inicio do exercício que já está em plena campanha pela continuidade.
quem atira a primeira pedra?

7:03 AM  
Blogger ak said...

ak diz.
Um bom tema que está na moda, é esse: o que é ser republicano ?
Afonso Klautau

8:19 AM  
Anonymous Anonymous said...

ak.
Já estamos carentes de oposição e informações, ainda mais quando Você, o Juvêncio e o Mauro Neto resolvem suspender a atualização dos blogs. Assim não dá.

9:10 AM  
Anonymous Hanny Amoras said...

Oi, Afonso!
Pela primeira posto no teu blog, sobre o qual tive conhecimento há pouco tempo. Depois disso, procuro acompanhá-lo.
Mais do que eu, tu deves saber que a Comunicação não é vista como estratégica por muitos dos nossos políticos, infelizmente. É um pensamento equivocado, em que a própria sociedade também perde.
Parabéns pelo blog e um grande abraço, com muitas saudades da terrinha.

9:23 AM  
Anonymous Anonymous said...

Ak, Republicano é o cidadão brasileiro viver sob regras de uma república, conforme expressa declaração constante no artigo primeiro, caput. da Constituição Federal, que diz:

A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:

I - a soberania;

II - a cidadania;

III - a dignidade da pessoa humana;

IV - os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;

V - o pluralismo político.

Parágrafo único. Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.

11:24 AM  
Blogger ak said...

ak diz.
Hanny, que bom te ler. Apesar que te ver é muito melhor, com todo o respeito. Comente as bobagens que escrevo. Grande beijo.
ak diz.
Anônimos em geral. O papo do republicanismo é bom. Mas, será que o Dom Pedrão não era melhor ?
Afonso Klautau

7:18 AM  
Anonymous Anonymous said...

Monarquista, AK? Que desperdício!

4:04 PM  
Anonymous Anonymous said...

AK,
"Ser republicano", mais do que uma forma política ou jurídica, implica agir segundo o princípio ético que afirma a primazia do bem comum sobre os interesses privados.
Sem dúvida, uma exigência muito elevada para a consciência moral dominante. Por é muito fácil falar e muito difícil "ser republicano".
Abraço.
Ah, nesses termos até sob D. Pedro podemos ser republicanos na essência, apesar de monarquistas na forma.

7:46 AM  
Anonymous Anonymous said...

ak diz.
Vamos fazer uma brincadeira.
Criamos a MP, Monarquia do Pará.
Rei Dudu, Rainha Juju.
E o príncipe Jaja, que se não começar a trabalhar, corre o risco de ser o novo Charles, não o Johnson, mas o inglês que não ocupa o trono porque a mãe dele não morre, mesmo tomando declaradamente uma garrafa de gim por dia.
O Dudu, a Juju e o Jaja brigam entre sí.
Quem vai ganhar e decidir o nosso destino?
PS: temos também a princesinha Vava que não se sabe onde pode chegar.

8:50 AM  
Blogger Diego Genú Klautau said...

Bons tempos da monarquia.
Não é saudosismo, mas uma vontade de ver reis que realmente cumpriam o que diziam, e tinham uma vida inteira para cumprir promessas, e serem cobrados por isso.
Rei tinham honra. Prezavam honra. E não cabos eletiorais e finaciamentos de campanha.
Honra.
Palavra Real.

5:40 AM  
Anonymous Anonymous said...

Afinal, o Paulo Cal já decidiu o que vai fazer com o bonde? Quem conhece o Paulo sabe que se depender dele, o bonde vira um belo botequim, de preferência nos jardins do Parque da Residência. A Prefeitura deveria fazer uma enquete com o povo. É uma pena ver um veículo tão bonito e que custou tão caro, abandonado e se estragando.
-Eugênio Ventura-

9:33 AM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home