Saturday, June 02, 2007

BARICO DOIS A

Começem pelo post abaixo que a minha ignorância perde pra tecnologia.
Pois bem: fomos lá com o barico, Paulo, Egídio, Zé Otávio e eu, e ele disse o que eu tinha dito. Cutucando a onça, etc, etc, mas eu vou.
E foi. Auditório cheio, sistema de som pra fora porque não dava mais ninguém no auditório, a polícia cercando todo o prédio.
Disse eu : o barico vai nos dar uma esculhambação.
Barico pegou o microfone. Silêncio total.
Barico fala: - Meus filhos, minhas filhas. A ditadura tem que acabar.
Foi um delírio. E daí por diante, ele só deu porrada na ditadura.
Até hoje, só a lembrança, é um arrepio.

3 Comments:

Blogger Walter Jr said...

Ei Afonso, Escreva o texto no Word.
Assim que estiver pronto, copie a parte de baixo e cole no postador e salve. Depois copie a parte de cima e cole no postador e salve. pronto, vai ficar na mesma ordem do blog. Escreva no Word e vá postando debaixo pra cima.

3:58 PM  
Blogger hiroshi said...

Klautau, aqui é assim. Cada um mete a colher na panela do outro. Do jeitinho que o Walter explicou: Word,debaixo pra cima, tantos quantos quiserem. A postagem é feita em sentido horário. Fácil, extremamente fácil...
Ah, também senti arrepios. Bom a gente resgatar esses momentos dificeis da ditadura. Nossos filhos pouco sabem. E bom que cada um conte sem exagerar na dose.Já andei lendo reminiscênias escritas por amigos que também viveram de 64 a 80 - fase mais negra -, contado fatos presenciados também por mim um pouco fora da realidade. Ficou parecendo causos de pescadores.
Mas tudo que vem de seu avô e pai são exemplos que nos devem guiar e às novas gerações.
Abs

5:55 PM  
Anonymous Anonymous said...

Querido Afonso,
Só te digo vai. Te mete lá pelas brendas, esquece torcida e partido, foco, fundo, script. Campanha Armandão e Digão. Pensa e rasga mortalha, aquele grito. Dizem que agorento. Mas até hoje tô aí para ver a derrota dos agouros. "Jamais se vive com um Japaim morto na gaiola". Caramba, ou deixa falido ou invalido. Nunca deixe japim de fora.... Sempre amei o Mrajó, e salve o arquiipelago.

6:10 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home