Tuesday, May 15, 2007

CONTIDO A BALA

O Paulo Fonteles era um lindo.
Na época em que os comunistas eram feios, mau humorados e tristes, o Paulo era bonito, bem humorado e alegre.
Ele era feliz por ser comunista.
Por que tô falando nisso ? Tô relendo o livro do grande Mak, Luís Maklouf Carvalho, "Contido a bala " sobre a vida do Paulo.
Os dois foram, e são, grandes amigos da minha vida - mais o Mak do que o Paulo, pela maior convivência com o Mak.
No movimento estudantil do Pará, recriado principalmente pelo Paulo e onde fui um coadjuvante, divergimos em alguns momentos. Ele estava certo.
O Paulo, o Mak, o Humberto Cunha, Paulo Roberto Fereira, Bira Barbosa e mais muita gente, defendiam a bandeira das liberdades democráticas e nós - um grupinho burguês mas honesto nos ideais - formado pelo José Otávio Pires, Egídio Salles Filho, Léa Klautau Martins, Nize Jinkings, e mais muita gente, liderados pelo André Barreto, defendíamos a reforma do ensino.
Apesar das discordâncias, caminhavamos juntos e ganhamos todas as eleições do ME, onde hoje, graças a esse trabalho do Paulo Fonteles, principalmente, estão as moças e os moços do poder no governo estadual.
Um dia, eu diretor da TV Cultura, entra na minha sala o Gerson Nogueira, editor-chefe do jornalismo e me diz: - mataram o Paulo Fonteles.
Chorei uns cinco minutos e disse pro Gerson: vamos trabalhar.
Fizemos uma belíssima - até a morte é bela - reportagem, que acabava assim, com a música:
"Sonhar mais um sonho impossível...."

5 Comments:

Anonymous José Carlos Lima said...

Dotô.
Belo post este do Paulo Fonteles. Fiquei com saudades desse tempo e do "Quati".
Aproveito para desejar boa sorte a Re Bacana. É do bem.

9:40 AM  
Blogger CJK said...

O seu blog está cada vez melhor.

12:17 PM  
Anonymous Anonymous said...

ak diz.
zé carlos e cjk.
Vocês dois pensam diferente. E isso é ótimo. Fico muito feliz de poder viver essa desigualdade.
Afonso Klautau

4:05 PM  
Anonymous Franssinete Florenzano said...

Oi, Afonso. você tem razão. O Paulo Fonteles era uma pessoa bonita. Era radical, no sentido de não fazer concessões ao que acreditava, ao seu projeto político. Mas era amável, sabia ouvir e discutir idéias opostas. Tive o privilégio de conhecê-lo e conviver com ele na Assembléia Legislativa, onde sou consultora. E onde ele faz muita falta!

5:43 AM  
Blogger Flanar said...

Afonso
Boa Noite.
O André é a partir de hoje o mais novo articulista do Flanar.
Abs

3:37 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home