Sunday, May 20, 2007

DESCULPEM A FALHA

Juca, Val-André, o que é o IPEA, hein? Quem são os donos, o que ele já fez, quem está bancando a pesquisa sobre a divisão do Pará ? Eu realmente nã sei.

7 Comments:

Anonymous Anonymous said...

Pô, AK, vai pesquisar. Só sabe dizer que não sabe. Um cara tão bem informado como vc, não dá né?

3:25 PM  
Anonymous Anonymous said...

Todo mercado publicitário do Pará está apreensivo com esta licitação do Sebrae-Pa para contratação de agência de propaganda. è que o superintendente do Sebrae é compadre do dono de uma grande agência, que incluisve emprega a esposa do superintendente. é o caso de uma navalha nesta carne para examinar sem tem algum podre...

9:17 AM  
Blogger Val-André Mutran said...

Como vai AK.
Envie um e-mail para o seguinte endereço:
valmutran@gmail.com
que te enviarei os estudo do IPEA e um press release sobre o IPEA.
Abs

9:40 AM  
Anonymous Anonymous said...

Ei, Ak
Está demorando a voltar. Volte logo.

6:54 PM  
Anonymous Anonymous said...

ak diz.
1 - evidente que sei o que é o IPEA. Só provocação.
2 - na licitação do Sebrae, realmente tô por fora.
3 - val-andré. prazer lhe ter por aqui. te leio diariamente. vou enviar.
4 - só quem partiu, pode voltar, dizia o Capinam. e eu nem partí.
afonso klautau

4:08 PM  
Anonymous Bia said...

Afonso,

quem sabe a nossa vil tristeza encontre alento em análises que ninguém gosta ou quer fazer. Vai aí a minha modesta contribuição.
Como não acredito em coincidências, a revigoração do debate sobre a divisão do estado está alimentada por “vitaminas” onde a publicação do estudo da CVRD sobre o hiper desenvolvimento do sul e sudeste do estado, foi antecedida pela contratação do CGEE – Centro de Gestão e Estudos Estratégicos pelo Governo Federal para elaborar o PPA 2007-2001, onde pontifica a emérita (não é ironia) Professora Tânia Bacelar, a mesma professora responsável pela linha de estudo "Metropolização, dinâmicas intermetropolitanas e o território nacional", parte de um estudo global (2005-2008) contratado pelo Instituto do Milênio, onde as regiões metropolitanas são analisadas a fundo, incluindo Belém. Todos os estudos têm como foco o território e sua "otimização", sendo a mesma professora a economista responsável também pelo estudo contratado pela CVRD, executado pela Diagonal e divulgado com estardalhaço esta semana na imprensa.
Acho que a divisão do estado sairá sim. Mas não pelo desejo dos brasileiros do sul e sudeste do Pará.

A Tânia Bacelar é pernambucana e é uma das mais dignas e competentes pesquisadoras deste país. Fez parte da equipe de Ciro Gomes quando este assumiu o Ministério de Integração Regional e, parece, pediu demissão quando percebeu que a recriação da SUDENE não era pra valer. Ou não era nos moldes de ag~encia de desenvolvimento, pelo qual ela tanto batalhou.

Acho que concordamos que os interesses da grande irmã CVRD mais do que coincidem com os interesses do Governo Federal na região (ou vice-versa?). Muitas vezes, os interesses prioritários são escamoteados por grandes e competentes análises que são socialmente justas e estatisticamente corretas e coordenadas por gente séria e competente.
Sobre o que não se tem controle é se dará tempo para fazer prevalecer o interesse comum sobre os interesses da empresa e/ou do governo federal, destacando-se que hoje a CVRD desloca o poder para onde seus interesses econômicos prevalecem.

Abraço, Afonso.

7:55 AM  
Anonymous Bia said...

Ops! O período do PPA é 2007-2010.

7:56 AM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home