Friday, May 18, 2007

SILVIA PESSOA, JOANA RANDEL

Me desculpem a ignorância, mas se essas senhoras passarem na minha frente, nunca vou saber quem são.
Só que elas estão sendo tão faladas e comentadas que me despertou a curiosidade: quem são ?

8 Comments:

Anonymous Anonymous said...

Ak,

enquanto o proto-escândalo dos helicópteros ocupa as mentes dos blogueiros e da sociedade, o nosso proto - médico/advogado/prefeito, Duciomar Costa, o Dudu, quer andar na contramão de toda administração inteligente e para desafogar o caótico transito selvagem de Belém, quer acabar com os canteiros centrais e com a qualidade de vida da 25 de setembro.
Eu sou morador de B. Campos mas mesmo assim acho isso um crime contra a cidade. Ao invéz de priorizar o transporte coletivo e até mesmo incentivar a o surgimento de outras ruas como aquelas, o prefeito anda na contramão de toda a engenharia de trânsito mundial e quer resolver o problema unicamente alargando ruas, isso é um absurdo, uma ofensa aos contribuintes que terão o seu dinheiro investido em algo inútil e nada inteligente, unicamente para ver o preco de tais obras subirem de valor.
Nesse sentido, me dou ao direito de reproduzir aqui um comentário muito pertinente feito no blog do barata:
"Na verdade um dos grandes fatores do atraso do Pará é que os governos e elites deste estado sempre que pensaram em progredir, investiram prioritariamente no topo e não na base da pirâmide social. Desse modo, temos festival de ópera, mas oferecemos um dos piores ensinos do Brasil, temos as nossas belíssimas praças, mas não temos saneamento básico, temos a biodiversidade, mas - o Goeldi que bem o disse - não temos pesquisa, temos a estação das docas mas não temos ônibus civilizados e muito menos cultura cidadã. Nossos governantes verdadeiramente miraram sempre no alvo errado, que o diga o patético Duciomar, que quer acabar com a 25 de setembro para criar avenidas poluentes, enquanto o "transporte coletivo", que tiraria carros das ruas - inclusive o meu - já virou quase que "destino" dos belemenses.

5:16 PM  
Anonymous Anonymous said...

AK, Silvia manda no DUDU, e a Joana na Ana Júlia.
eh eh eh

6:29 AM  
Anonymous Anonymous said...

Não perde nada se ficar sem saber...

12:20 PM  
Anonymous Anonymous said...

São só amigas da governadora e petistas e momento de lucrar, nada mais. Para tais casos competência não é exigida, afinal o dinheiro é público....

6:12 AM  
Anonymous Anonymous said...

A Silvia Randel é a prefeita louca eleita pelo tucanato e a Joana, a primeira amiga da governadora que se acha mais majestada que a própria. Na verdade a Jô só perde pra Randel, pois a Randel diz em alto e bom som, em q/q lugar, que quem manda na cidasde é ela. E o subprefeito fica caladinho! Aí tem!

3:23 PM  
Anonymous Rômulo Sampaio said...

Faço referência a sua colocação carregada de acertos quanto ao pertinente comentário feito no blog do Barata.
De fato, a prioridade em grandes centros urbanos administrados em concordância com a tendência atual nas relações com o meio-ambiente, é de investir em serviços de transportes coletivos que além de desafogar o trânsito , colabora consideravelmente com a emissão de poluentes na atmosfera.
Pegando carona no comentário do AK , fiquei imaginando que a prefeitura poderia criar estímulo para a utilização do biodiesel nos serviços de transporte urbano, tão em evidência mas , para quem não sabe, Belém já teve sua iluminaçAo pública a base de óleo de andiroba, muito mas muito antes de se saber o que era dendê e existem motores geradores funcionando no interior da amazônia com o mesmo óleo de andiroba.
Para melhorar a atmosfera e o calor na cidade sem dúvida isso poderia contribuir muito mas restaria saber se o belemense já perdeu a vergonha de andar de transporte coletivo achando que isso é "coisa de pobre" quando na verdade essa é uma rica conduta com o planeta e uma manifestação de amor ao próprio , no caso, as gerações que estão por vir.

10:11 PM  
Anonymous Anonymous said...

Não sei se estou falando besteira também, pois não sou técnico, mas acredito que as vias de transporte fluviais são um meio barato e interessante de se usar. Os rios quase não sãousados no transporte urbano e seria um mecanismo pra "desafogar" o trânsito da cidade, principalmente nos dias de chuva, em que o caos toma conta de tudo. Nem carro, nem ônibus, nem caminhão passam pelas ruas transbordantes. Acho que grandes "barcos-ônibus" (tipo aquele de cutijuba), seria uma boa para fazer percursos ao redor da cidade. Se houvesse essa opção, eu prepefiria. Diminui os acidentes e a paisagem ainda é a mais bonita. :P

Fabrício Mattos

9:55 PM  
Anonymous Anonymous said...

ak diz.
anônimos, rômulo,fabrício.
Os blogs padecem ( ui ) de repórteres por absoluta falta de grana pra contratá-los ( tudo muda, tudo gira, até o papa, até os cardeais giram em torno do sol ).
Sem Galileu como chefe de reportagem, os perfís (égua da língua) dessas senhoras dariam grandes matérias.
afonso klautau

4:21 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home